Informação

Informação
São Miguel/RN

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Petrobras tem queda de 0,7% na produção de petróleo e gás em maio

A produção média de óleo ficou em 101 mil bpd, estável sobre abril



A Petrobras registrou no mês de maio queda na produção de petróleo e gás natural, no Brasil e no exterior, na comparação com o mês anterior, de 0,7%, para 2,766 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed). Entretanto, na comparação com o mesmo mês do ano passado, houve crescimento de 6,2%.
No Brasil, a produção de óleo e gás em maio ante abril também caiu, 0,8%, para 2,574 milhões de boed, dos quais 2,111 milhões somente em petróleo, 1% menor na mesma comparação. A companhia justifica, em nota divulgada ao mercado na manhã desta sexta-feira, 11, que essa queda se deve à maior quantidade de paradas programadas de plataformas para manutenção em maio em relação ao mês anterior, efeito parcialmente compensado pela entrada em operação do sistema de produção antecipada do campo de Atapu (área da cessão onerosa), com o FPSO Cidade de São Vicente, no pré-sal da Bacia de Santos.
Também a Petrobras destaca que foi recuperada a produção da plataforma P-58, no Parque das Baleias, na Bacia de Campos, após parada para manutenção concluída em abril.
Quanto ao gás natural no Brasil, excluindo o volume liquefeito, a produção ficou praticamente estável, em 73,593 milhões de meros cúbicos ao dia.
A estatal afirma ter batido em maio dois novos recordes no pré-sal, com a produção operada no maior nível, de 726 mil bpd, 1,6% superior a abril (715 mil bpd), dos quais 519 mil bpd em parcela própria, considerada pela empresa "nova marca histórica" 3,2% maior que em abril (503 mil bpd).
No exterior, a produção total em maio cresceu 1,2% para 192 mil boed sobre abril, puxada pelos poços de gás no campo de Hadrian South, no Golfo do México norte-americano. A produção média de óleo ficou em 101 mil bpd, estável sobre abril. Já a de gás natural no exterior cresceu 3,2% para 15,3 milhões m?/d, ante o mês anterior.