Informação

Informação
São Miguel/RN

sábado, 1 de agosto de 2015

'Foi uma gritaria', diz sobrevivente de acidente que matou dois na Castello

Homem estava em ônibus de dois andares que bateu em caminhão.
Batida ainda deixou 13 pessoas feridas na rodovia em Avaré (SP)



O consultor de gestão Marcelo Uehara, um dos sobreviventes de um acidente entre ônibus e caminhão que matou duas pessoas e deixou 13 feridos em Avaré (SP), descreve que os momentos após a batida foram de pânico: “Uma gritaria. Pessoas chorando, tentando pular a janela. Estava dormindo e quando acordei estava machucado. Além do susto, a dor”, conta. O acidente foi na Rodovia Castello Branco (SP-280) na madrugada desta sexta-feira (31).
Ferido e imobilizado após acidente, vítima descreve momentos de pânicos após batida (Foto: Cláudio Nascimento/ TV TEM)Ferido e imobilizado após acidente, vítima descreve
pânico (Foto: Cláudio Nascimento/ TV TEM)
Ele viajava na parte de baixo, atrás do motorista do ônibus de dois andares. Uehara é de Santo André (SP) e conta que estava voltando do Paraná a trabalho. Ele teve ferimentos leves e foi levado à Santa Casa de Avaré. “Eu estava com o cinto de segurança até uma parada em uma conveniência. Quando voltei ao ônibus esqueci de colocar. Uma hora depois de voltarmos a viajar o acidente aconteceu. Foi em uma reta”, afirma.

O motorista e uma passageira morreram. Segundo um represante da empresa que estava no local do acidente, o condutor era substituto do ônibus e fazia sua primeira viagem depois de tirar férias. A batida entre o ônibus e o caminhão aconteceu no quilômetro 242 da pista. O impacto foi tão forte que a carroceria do caminhão "rasgou" a lateral do ônibus, destruindo parte do veículo.
Veja : G1