Informação

Informação
São Miguel/RN

sábado, 4 de julho de 2015

Natal e Mossoró são confirmadas como cidades que receberão a tocha olímpica



Movimento, inovação, brasilidade: estas três palavras resumem a tocha Olímpica Rio 2016, apresentada na manhã desta sexta-feira (3) no Auditório da Fundação Habitacional do Exército, em Brasília.

Movimento em seu design curvilíneo e suave; inovação no seu mecanismo de acendimento da chama, jamais presente em tochas Olímpicas; brasilidade em suas cores e ícones, que remetem às belezas naturais do país-sede dos primeiros Jogos Olímpicos da América do Sul.

O evento de lançamento da tocha – que contou com a presença da presidente da República, Dilma Rousseff, e do presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, além de personalidades do esporte nacional, como os medalhistas Olímpicos Torben Grael, Isabel Swan (ambos da vela), Leila e Paulão (os dois do voleibol) – também apresentou as 83 cidades do Brasil já confirmadas como integrantes do revezamento. Essas cidades, incluindo as 26 capitais estaduais e Brasília, serão o destino da tocha ao fim de cada dia de revezamento – ou seja, onde ela irá “dormir” –, com exceção de quando houver paradas técnicas ou momentos especiais de passagem da tocha.

Durante a cerimônia de divulgação, ficou confiamada a participação de Mossoró (RN) como a trigésima primeira cidade brasileira a receber o tocha olímpica em 2016, em um revezamento que contará com 83 cidades. A tocha entrará pelo Nordeste pelo Sul da Bahia e passará por todos os estados da região, até chegar em Natal e passando por Mossoró indo para o Ceará.

“Queremos mostrar ao mundo a química que, acreditamos, vai nascer do encontro da chama Olímpica com o calor humano brasileiro. Seria impossível montar tal logística sem a colaboração dos governos e seus serviços públicos, como segurança, controle de tráfego e ordem pública, entre outros”, afirmou Nuzman.

Além do carregador, o revezamento envolve todo um comboio de veículos, que deve passar por cerca de 500 cidades: 300 receberão o revezamento propriamente dito e outras 200 assistirão à passagem do comboio com a chama exposta. A lista completa do trajeto será divulgada no início de 2016. Todo o percurso foi montado sob a premissa do maior número possível de pessoas impactadas, dentro do período pré-estabelecido para a duração total do revezamento. A estimativa do Comitê Rio 2016, somando a população de todos os pontos de passagem da tocha, é que 90% dos brasileiros acompanhem o revezamento.

A jornada começa em maio de 2016 e irá durar entre 90 e 100 dias. Serão 12 mil condutores, cada um percorrendo cerca de 200 metros com sua tocha (o que é passado de uma para outra é a chama Olímpica, a mesma acesa ainda na Grécia). Serão 20.000 quilômetros por estradas e ruas brasileiras e mais 10.000 milhas aéreas em trechos das Regiões Norte e Centro-Oeste, entre Teresina e Campo Grande – sem que o fogo se apague.

A tocha apresentada nesta sexta-feira foi produzida com alumínio reciclado, resina e acabamento acetinado, pesa entre 1kg e 1,5kg e mede 63,5cm de altura quando fechada, e 69cm quando aberta. Este movimento de “sobe e desce” acontece ao longo da malha triangular da textura da tocha que, dividida em três partes, alude aos valores Olímpicos de excelência, amizade e respeito.

Estes segmentos se separam e se projetam para cima no momento conhecido como “beijo das tochas”: quando uma passa à outra a chama Olímpica. Ao se abrirem, as três partes revelam a essência de brasilidade da tocha Rio 2016 – diversidade, vibração e natureza, representados pelo mar, montanhas, o céu, o sol e as cores da bandeira do Brasil. Símbolos para todo o conceito que sustenta o revezamento: o encontro do calor ancestral da chama Olímpica com o calor humano do povo brasileiro.

O desenho da tocha é assinado pela agência de design Chelles & Hayashi, de São Paulo, parceira do Comitê Rio 2016 no desenvolvimento do projeto. A agência foi escolhida após um processo nacional de seleção que reuniu 76 inscritos, submetidos a uma comissão julgadora multidisciplinar formada por 11 membros reconhecidos por sua experiência na criação de produtos ou por seu destaque no Movimento Olímpico.

“Para criar o desenho da tocha do Revezamento dos Jogos Rio 2016 nos baseamos no espírito Olímpico, na natureza do nosso país, na diversidade harmônica e na energia do nosso povo. Utilizamos o traço específico da marca Rio 2016 para desenhar os seus contornos. Seus segmentos horizontais, uma vez abertos, revelam o céu, as montanhas, o mar e o solo representado pelo calçadão de Copacabana”, conta Beth Lula, diretora de Marca do Comitê.

Via:http://professormarciomelo.blogspot.com.br/


Fonte: Cidade News via Mossoró Hoje