Informação

Informação
São Miguel/RN

sábado, 27 de junho de 2015

Polícia chinesa prende 18 por comprar mulheres vietnamitas para se casar



Pequim, 27 jun (EFE).- A polícia prendeu 18 pessoas na China acusadas de tentarem comprar comprar mulheres vietnamitas para se casarem com cidadãos chineses, publicou neste sábado o "Phoenix News".

As detenções aconteceram há um mês, disse a polícia de Kunming, capital da província de Yunnan, onde viviam alguns dos detidos, todos de origem chinesa, e que faz fronteira com o Vietnã.

A polícia resgatou 12 mulheres vietnamitas, pelas quais o grupo pediu aos interessados entre 10 mil e 40 mil iuanes (entre US$ 1.600 e US$ 4.800).

Os líderes da quadrilha, Li Fugui, Xiang Baiping e Huang Daming, faziam frequentes viagens para o Vietnã para selecionar as potenciais namoradas e depois ajudá-las a atravessar ilegalmente a fronteira.

O tráfico de mulheres na China é frequente, devido em parte ao desequilíbrio entre homens e mulheres no país, por causa da política do filho único, que favoreceu o nascimento de meninos.

Segundo alguns estudos, em 2020 poderá haver até 24 milhões de chineses sem par, já que a proporção no país é de 116 homens para cada 100 mulheres.

O desequilíbrio de gênero e o envelhecimento da população, entre outras razões, levou o governo chinês a relaxar a política do filho único ano passado, permitindo que só um dos pais seja filho único para poderem ter duas crianças.

Apesar do otimismo inicial com a implantação da medida, só um milhão de casais solicitaram ter um segundo filho em 2014, metade do previsto pelas autoridades.